Vinícolas brasileiras exportaram 12,4 milhões de litros em 2021



Sendo 8 milhões de litros de vinhos finos, que chegaram à mesa de consumidores de 53 países. Foram mais de 83,25% nas exportações de vinhos brasileiros se comparado a 2020. Os mais de 8 milhões de litros, o equivalente a 10,8 milhões de garrafas, vendidas para o exterior foram destaque nas exportações para o Paraguai, Haiti, Rússia, China e Estados Unidos. Se somados o volume de vinho, espumante e suco de uva, o total ultrapassa os 12 milhões litros contra mais de 6 milhões no ano de 2020. O desempenho dos espumantes foi mais tímido, mesmo assim positivo com alta de 21,36%. O maior crescimento percentual foi na categoria de suco de uva com 144,59% de incremento, chegando a 3.369.939 litros.


Por Affonso Ritter:

Natural de Nova Petrópolis, casado, tem duas filhas. É licenciado em filosofia pura pela Faculdade de Filosofia de Viamão e em comunicação social pela Famecos da Pucrs. Realizou estágio no Jornal do Brasil, do Rio de Janeiro, em 1971, trabalhou 17 anos na RBS (Zero Hora, onde foi editor de Economia, rádio gaúcha e RBS TV), no Coojornal, na sucursal da revista Veja, na revista Amanhã, no jornal Diário do Sul, na TVE, sete anos na TV Guaíba (Câmera 2), foi editor da revista Tecnicouro, de Novo Hamburgo, fez várias coberturas internacionais, entre elas 15 edições anuais da Feira de Hannover, Alemanha, e integrou durante 17 anos o Conselho de Contribuintes do município de Porto Alegre, como representante da Associação Riograndense de Imprensa (ARI). Hoje, é colunista do Jornal do Comércio, de Porto Alegre, tem seu site www.affonsoritter.com.br, comentarista da TV Bandeirantes no BandCidade, um dos apresentadores do Jornal Gente da Band AM, e apresentador do Empreendedores. Um dos hobbies de Affonso Ritter é o vinho, onde foi se especializando tendo participado de todas as edições da Avaliação Nacional do Vinho, na qual atuou algumas vezes como jurado, função que exerceu também em todos os Concursos Internacionais de Vinhos, realizados de dois em dois anos em Bento Gonçalves, desde 2002, com a participação de amostras de vários países, bem como nos concursos nacionais de espumantes finos.

11 visualizações0 comentário