Osório - Ministério Público de Osório destina celulares apreendidos para alunos da rede pública

O Ministério Público de Osório, através do projeto Alquimia II, tem destinado os celulares apreendidos em operações e na Penitenciária Modulada de Osório, para alunos de baixa renda da rede pública dos municípios de Osório, Tramandaí e Maquiné.

O projeto foi desenvolvido pelos Promotores da Justiça Criminal e Regional de Educação de Osório, Fernando Andrade Alves e Cristiane Della Méa Corrales em parceria com o Poder Judiciário de Osório, a Polícia Civil, a Associação de Jiu-Jitsu de Tramandaí, Projeto Social Dejone Rambor e SUSEPE.

A partir de termo de cooperação firmado entre o Ministério Público e a PUC/RS, antes de serem enviados aos estudantes, os telefones passam por uma restauração, atualmente realizada pela PUC, para apagar todos os resquícios da memória de dados do usuário anterior. Logo após, os aparelhos são entregues com bateria e um termo de compromisso de uso para ensino. A Promotoria de Justiça de Osório é ponto de coleta de aparelhos para doação e destinação aos alunos da rede pública.

Em entrevista ao Estadão, a moradora de Osório e uma das estudantes escolhidas do projeto, Gabriela da Rosa Nury, relatou que teve dificuldades em realizar suas atividades devido à pandemia e a falta de um aparelho celular, visto que muitas atividades e entregas de trabalhos eram realizadas virtualmente. “Não tinha como eu fazer as atividades, tentei pelo celular da minha mãe, mas não dava. Eu não tinha como comprar outro telefone naquele momento. Então, graças a Deus, veio essa oportunidade de receber o celular”, conta a estudante ao jornal.



1 visualização0 comentário