MDB E O IMPERATIVO CATEGÓRICO

Adeli Sell*



Lemos na página do MDB-RS:

‘“Após uma série de consultas realizadas nesta quarta-feira, 2 de fevereiro, as bancadas de deputados federais e estaduais do MDB-RS e os principais líderes do partido, como os ex-governadores Pedro Simon, Germano Rigotto e José Ivo Sartori, o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, e o ex-senador José Fogaça, entre outros, propuseram aos pré- candidatos a governador do Estado que não realizem suas inscrições nas prévias, cujo prazo final seria amanhã, dia 3 de fevereiro.”

Ou seja, no Rio Grande do Sul, a tradição castilhista ainda vive, pois como dizia o seu líder maior, o francês Auguste Comte:

"os vivos são sempre, e cada vez mais, governados pelos mortos; tal é a lei fundamental da ordem humana".

Os líderes do MDB beberam naquela fonte (em especial o senador Pedro Simon) e ainda estão tomados pela tonturinha que o trago dá.

Na hora da onça beber água, surgirá a palavra do “líder maior” que da cartola dirá que “Fulano de Tal” vai ter que abraçar a causa.

Mas, apesar deste “imperativo categórico” que delineia a ética e a moral deles, pode haver descontentamos e divisões. Lembro que Ramiro Barcelos rompeu com Borges e o castilhismo e não foi um caso único.

Assim, as preocupações dos líderes do MDB se explicam. Lembro que o PT tem “prévias” como o seu “imperativo categórico”, mas que já trouxe sequelas muito grandes. Olívio Dutra era governador e Tarso Genro renunciou ao mandato de prefeito para disputar a prévia. Se fosse nos dias atuais, creio que isto não aconteceria.

Talvez até no PT mude, mais dia, menos dia, seu “imperativo”.

Para nossos leitores é bom lembrar que os dois pré-candidatos que de fato disputam e querem ser candidatos são o deputado federal Alceu Moreira e o deputado estadual Gabriel Souza do Litoral Norte.

O Portal Litoral Norte RS com atenção vai acompanhar o desenrolar dos fatos neste importante partido aqui no Rio Grande do Sul.

*Adeli Sell é professor, escritor e bacharel em Direito.

26 visualizações0 comentário