Inter mantém sonho da Libertadores, mas prepara saídas ao fim da temporada

Jogadores como Lucas Ribeiro e Renzo Saravia deixarão o clube. Boschilia e Marcelo Lomba apontam para novos destinos

Ainda que a prioridade seja vencer as últimas duas partidas do Brasileirão e buscar a vaga à próxima edição da Libertadores, o Inter já planeja 2022. A direção discute nomes. Além do futuro de Diego Aguirre, os jogadores têm as situações em análise. Saídas já tomam corpo no Beira-Rio.

Nos gabinetes, os dirigentes avaliam quais peças ainda podem contribuir para a próxima temporada e aquelas que já cumpriram o papel no clube e precisam de novos ares.


O grupo não está fechado. Pelo contrário. As rodas de conversas servem para definir os jogadores que terão outros destinos, assim como estão em pauta futuros reforços.


- O planejamento já começou. Oxigenação ou não é natural dentro de todos os clubes. Entendemos que houve uma qualificação do grupo vice-campeão brasileiro. É natural de um ano para o outro. Teremos contratos encerrando e posições que entendemos necessitar de reposição. Acontecerão mudanças, como em todo clube - disse o executivo Paulo Bracks recentemente.


O próprio Aguirre tem a situação incerta. O treinador, que retirou o time da parte de baixo da tabela e o colocou como um postulante à classificação à Libertadores, está sob estudo. Porém, a queda de produção recente ligou o alerta. Há também o assédio da seleção uruguaia pelo profissional.


As saídas

Lucas Ribeiro, que não entra em campo há quase cinco meses, retornará ao Hoffenhein, da Alemanha. O zagueiro, que ganhou espaço com Abel Braga, perdeu prestígio com o crescimento da concorrência ao longo da temporada.


Renzo Saravia, apesar de titular, também cumpre os últimos dias. O Porto, dono dos direitos, não aceita um novo empréstimo, e a multa é inviável para a condição financeira atual dos gaúchos.O Colorado teria que desembolsar 5 milhões de euros (R$ 31,94 milhões pela cotação atual) para manter o lateral-direito.


Próximos de sair

Gabriel Boschilia puxa a fila. O meia não conseguiu recuperar o espaço após a cirurgia no joelho direito. O camisa 21 gostaria de ter uma sequência na equipe. Iniciou em apenas três oportunidades com Aguirre e sequer entrou em campo nos cinco compromissos mais recentes. A última vez que atuou foi na derrota por 2 a 1 para o Juventude, em 10 de novembro. O jogador de 25 anos, que tem contrato até o final de 2022, espera uma maior rodagem na próxima temporada. A saída se avizinha, mas estaria disposto a ouvir o próximo técnico, caso o uruguaio deixe o Beira-Rio, para saber qual o aproveitamento.

Marcelo Lomba cumpre os últimos dias de contrato. O goleiro voltou ao time após a fissura na costela de Daniel. Teve boas atuações e é um dos líderes do vestiário, mas a tendência é que busque um novo clube para o ano que vem. Algumas equipes já manifestaram interesse no camisa 12.


Futuro indefinido

Caio Vidal tem o destino debatido. Após ser pinçado por Abel Braga no final do Brasileirão passado e virar um dos destaques, o atacante não conseguiu manter o padrão nesta temporada.

Até iniciou como titular quando Aguirre retornou ao clube gaúcho, mas perdeu espaço. A última vez que atuou foi na derrota por 1 a 0 para o Cuiabá, na 33ª rodada do Brasileirão.

Moisés e Rodrigo Lindoso também estão em fim de contrato. O lateral-esquerdo pertence ao Bahia e, para seguir no ano que vem, precisa ter 15% dos direitos adquiridos por R$ 3 milhões.

O representante de Moisés, Guilherme Miranda, diz que ainda não houve a manifestação gaúcha para o investimento. Com o volante, bastaria acertar tempo de contrato e valores.


Fonte: https://ge.globo.com/rs/futebol/times/internacional/noticia/inter-mantem-sonho-da-libertadores-mas-prepara-saidas-ao-fim-da-temporada.ghtml