EU LUTO, NÓS LUTAMOS

Adeli Sell



Agora é hora de sair do vale escuro e desolado da segregação para o caminho iluminado da justiça racial. - Martin Luther King Jr.

O Brasil escravizou. Negros foram enforcados no Largo da Forca em Porto Alegre. Negros foram castigados no Pelourinho da capital.

Ganga Zumba, Zumbi, Dandara, Camuanga e quantos e quantos da resistência. Mais e mais mortes.

Oliveira Silveira, Giba Giba, os negros da Liga da Canela Preta, Principe Custódio, Mestre Borel a gente não esquece.

Sabemos que Porto Alegre é mais negra que açoriana. É de muitos povos. E os negros sempre estiveram e estão aqui.


Júlio César de Melo Pinto e Jorge Alberto, o Beto mortos prela brutalidade humana.

Kathlen Romeu, Moïse Mugenyi Kabagambe, todos/as mortos pela Banalidade do Mal.

Palavras não bastam…

Gestos mais ousados são necessários.

A Justiça deve analisar, julgar e é certo condenar, pois as coisas são mais do que evidentes.

Ninguém pode se calar.

Todos temos que agir.

A luta antirracial é de todos.

Vamos acabar com o racismo estrutural.

ADELI SELL é escritor e bacharel em Direito

12 visualizações0 comentário