Após dias nublados, domingo amanhece com céu azul e sem vento em Capão da Canoa

ISABELLA SANDER - GZH RBS


Isabella Sander / Agência RBS


O domingo (30) amanheceu com céu claro e poucas nuvens em Capão da Canoa, no Litoral Norte, após uma série de dias nublados ao longo desta semana. À beira-mar, a temperatura amena, de 23ºC, já parecia ser mais alta por volta das 7h, diante do clima sem vento e o sol a pleno.

O mar mais calmo do que nos dias anteriores animou muitos a acordar cedo e carregar suas varas de pesca para a praia. O autônomo Daniel de Freitas Gonçalves, 38 anos, chegou por volta das 6h30min, quando já havia movimento de pessoas caminhando e alguns pescadores.


— Eu gosto de chegar de manhã cedo, para poder pescar, porque aí não atrapalha o pessoal que está na areia. E também porque eu gosto de contemplar o mar de manhã, quando o sol ainda não está muito forte e não tem muito tumulto — conta Daniel.


O autônomo achou o mar mais limpo neste domingo do que estava na quinta-feira (27), quando chegou a Capão. Segundo ele, as águas mais tranquilas e sem correnteza ajudam na pesca, porque o anzol se movimenta menos.


— Às vezes, tu joga a vara numa ponta e, quando vê, ela já está indo em outra direção. Quanto mais parada, melhor — explica Daniel.


Mas, se chega cedo, o autônomo também vai cedo para casa – quando a praia começa a encher, vai embora. O empresário Milton Lorentz, 63 anos, também é desse time.


— Eu cheguei às 6h10min, pra pegar o raiar do sol, e costumo ficar até umas 8h30min. Aí, vou pra casa tomar meu chimarrão e meu café — relata o morador de Santa Cruz do Sul.


Por volta das 7h, Milton era um dos poucos sentados com cadeira de praia na areia. Naquele horário, a maioria ainda caminhava ou pescava, enquanto os quiosqueiros iniciavam o dia montando mesas e cadeiras. O empresário veraneia em Capão desde 2004 e tem achado este verão muito propício a estar na praia.


— Hoje, por exemplo, vai ser daqueles dias sem colocar defeito. Vai ser um dia muito gosto — prevê.


Grávida, a estudante de Agronomia Tamires Maidana, 26 anos, acordou às 6h30min para seguir a prescrição médica e fazer uma caminhada.


— Estou com cinco meses de gestação, mas desde cedo meu obstetra me disse que é importante que as gestantes continuem com uma rotina de exercícios, para que a gravidez, o parto e o pós-parto sejam saudáveis. E caminhar na praia é sempre mais prazeroso: a gente caminha 40 minutos, uma hora, e não vê — resume Tamires.


A jovem, que está veraneando com seu marido em Capão, comemora o tempo bom, mas também a temperatura mais amena. Durante a onda de calor, ainda estava em Tupanciretã, onde mora, e só conseguia fazer caminhadas às 6h.

0 visualização0 comentário