AMBIENTE NO LITORAL NORTE - PARTE XVI





Como vão as coisas no Mampituba?

Em outubro de 2009 lemos que houve um mutirão de limpeza no Rio Mampituba. É a terceira vez que encontramos nas décadas passadas artigos sobre Mutirões e nada mais por mais que se pesquise sobre todo o Litoral Norte.

Encontramos um Plano de Saneamento local de uns 10 anos atrás.

Na vizinha Passo de Torres em Santa Catarina encontramos em 2019 uma notícia sobre Rotas da Coleta Seletiva. E aqui, do lado de cá, nada? Ou estamos desatualizados?

Município famoso por sua "banana orgânica" e da não menos famosa pitaya nos causa espécie a falta de dados sobre seus dejetos orgânicos e o lixo seco. Na página da Prefeitura nada se acha.

Em Dom Pedro de Alcântara não se encontra nada, nada se sabe sobre o tema do lixo.

Passamos por algo e não encontramos?

O Município de Caraa tem um plano de gestão de resíduos, está em sua página. Esta localidade pertence ao ProSinos. Lembrando que na localidade do Fraga nasce o importante Rio dos Sinos que desemboca no Delta do Jacuí para formar o Lago Guaíba. É o município na parte em que as águas correm para o lado oposto ao Litoral Norte.

Em janeiro deste ano (2022) o prefeito recebeu queixa dos servidores da coleta pelo mau acondicionamento do lixo, dificultando a coleta; nada é mencionado sobre a Coleta Seletiva.

Em Santo Antônio da Patrulha, já em 2021 lemos:

Coleta seletiva. Você está separando os resíduos em sua casa? Desde o ano passado (2020) o município implantou a coleta seletiva, para dar o destino correto ao lixo produzido pela população. Para que essa iniciativa funcione é preciso que todos se conscientizem e façam a separação correta do seu lixo residencial. Confira nossa programação da coleta seletiva (Em seguida temos os dias.) Em 05/06/2019 - Dia Mundial do Meio Ambiente - houve vistoria na Central de Resíduos Sólidos Urbanos, localizada no Morro do Púlpito. “Talvez muitas pessoas não saibam que 17 patrulhenses trabalham na Central, separando o lixo que vem de nossas residências e que, se fizermos a separação em casa, estaremos contribuindo muito com o trabalho deles.", disse o Secretário. Ainda ficamos sabendo que o material reaproveitável (35 toneladas ao mês em média) vai para a reciclagem e o restante dos resíduos vai para o aterro sanitário de Tramandaí e, posteriormente, tem como destino final, Minas do Leão. Ou seja, um ano após esta nota Santo Antônio da Patrulha adota a Coleta Seletiva. A separação inadequada, a falta de coleta seletiva, o não aproveitamento de rejeitos para adubos ou outros fins faz com que haja passeio dos resíduos como vimos acima.

1 visualização0 comentário