AMBIENTE NO LITORAL NORTE – PARTE I

Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê- lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. (Artigo 225 da C.F.)



Está na Lei, logo, deve estar na vida.

Temos um longo percurso de mar e praias. Dos 23 municípios mais da metade tem litoral. São quase 300 km de praias. Isto é algo fantástico.


Como anda nosso Litoral Norte?


Em 2010, foi sancionada a Lei no. 12.305, de 02 de agosto, que “Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos”.

A partir deste arcabouço legal Estados e Municípios devem ter suas políticas, cumprir prazos e ter mecanismos efetivos do destino final de todos os resíduos produzidos em seus limites territoriais.

Muito antes disso, o mundo já vinha se preocupando com o tema ambiental, a sustentabilidade do Planeta e criando metas para alcançar a dignidade das pessoas em seu “ambiente ecologicamente equilibrado”.

Bom lembrar a ECO-92 no Rio e todos os grandes movimentos internacionais na defesa do Planeta saudável.

A cada intempérie vemos imagens de lixo boiando nas águas, impedindo a sua vazão e causando não só transtornos, mas um número infindável de infortúnios.

Ademais o bom e efetivo manejo dos resíduos sólidos pode e deve gerar renda, com inequívocos exemplos que são os Centros de Triagem em Porto Alegre e Caxias do Sul só para citar exemplos estaduais.

Somente em Torres temos quatro Unidades de Conservação (Lagoa de Itapeva, o Refúgio da Vida Silvestre Ilha dos Lobos (ICMBIO); o Parque Estadual de Itapeva (SEMA-RS) e a RPPN Recanto do Robalo (particular).

Parte substantiva do Parque Nacional da Lagoa do Peixe está em nossa região que começa em Tavares e Mostardas.

Na mídia se ouve muitas e muitas vezes que Torres é a mais bela praia gaúcha.

As gerações de antes de 70 se lembram dos longos dias de viagem de Porto Alegre a Cidreira por Viamão e a Tramandaí por Santo Antônio da Patrulha para suas longas férias de verão.

Nos anos 70 com o advento da Freeway os portoalegrenses abandonam as idas a Tristeza, Ipanema e Belém Novo para curtir as águas do Guaíba para se tocarem por ela para a praia, ainda com seus fuscas.



O QUE FIZEMOS PARA PRESERVAR O AMBIENTE NO LITORAL NORTE?

Esta é a instigação de nosso PORTAL para nossos leitores. Queremos receber de vocês, de um lado, o que foi feito de nefasto e que tem que mudar, o que tem que ser recuperado, mas, de outro, queremos saber das boas experiências de preservação.

Como anda o saneamento básico cidade por cidade?

Como anda a coleta seletiva de resíduos sólidos? Tem coleta seletiva?

O que você faz com o seu descarte de óleo de fritura?

Como se lida com os venenos na agricultura local?

Como são as boas experiências agroecológicas?

Em 10 de fevereiro, quinta-feira, às 20h, faremos nosso terceiro PAPO AO VIVO, 3º WEBNÁRIO do PORTAL LITORAL NORTE RS para tratar dos resíduos sólidos, da implementação das leis ambientais em cada local.

DA REDAÇÃO

52 visualizações0 comentário